segunda-feira, 1 de julho de 2013

Independência – Ceará

 pórtico de entrada da cidade (foto www.tripmondo.com)

Independência faz parte do Vale de Crateús, comprado em 1721, por D. Ávila Pereira pelo preço de quatro mil cruzados.  A posse dessas terras lhe foi dada na fazenda Lagoa das Almas, 18 quilômetros ao sudoeste da Vila príncipe Imperial (Crateús) por um ouvidor vindo de Oeiras (Piauí). Quando aí passou, em fins do século XVIII, chegando Frei Vidal da Penha à fazenda de José Ferreira de Melo, aconselhou que ali se fizesse uma capela. O sertanejo acedeu, dando logo início às obras que foram concluídas depois de 1810.

 Igreja matriz de Sant'Ana (foto do site www.tripmondo.com)

Construídas as primeiras habitações em torno do templo, a florescente povoação foi elevado a distrito de paz com o nome de Pelo Sinal, por Resolução n° 56, de 6 de setembro de 1836. A criação da freguesia data de 15 de setembro de 1853, sendo seu primeiro vigário o padre Antônio Ricardo Cavalcante de Albuquerque, natural de Pernambuco, a cuja frente se manteve por cerca de 20 anos. Pertencia a freguesia de Santana de Independência ao bispado do Maranhão, do qual fazia parte o território da província do Piauí. 
Em princípios de 1857 os habitantes da povoação de Pelo Sinal reclamavam a situação de dependência da vila do Príncipe Imperial, o que lhe obstava o desenvolvimento, exigindo a urgente criação do município. A reivindicação mereceu acolhida e, em Oeiras, Capital da Província do Piauí, a 24 de julho do mesmo ano, foi expedido o Decreto n° 436, criando o município, com sede no antigo povoado de Pelo Sinal, elevado à categoria de Vila com território desmembrado do município do Príncipe Imperial  e denominado de Independência, sendo instalado em 1° de março de 1858. 

 vista aérea de Independência (foto do site www.tripmondo.com)
 
Em 1880 por lei geral de n° 3012, o território do município foi desanexado do Piauí e incorporado à Província do Ceará.
Lei estadual n° 107, de 20 de setembro de 1893 suprimiu o município, restaurado pela Lei n° 294, de 7 de agosto de 1896. Sua reinstalação ocorreu a 16 de novembro do mesmo ano. O Decreto Estadual n° 193, de 20 de maio de 1931 extinguiu vários municípios do Ceará, dentre eles o de Independência, que pela segunda vez perdia sua autonomia, reconquistando-a somente a 4 de dezembro de 1933. 

 localização de Independência no mapa do Estado

Em divisão territorial datada de 17 de janeiro de 1991, o município é constituído de 4 distritos: Independência, Ematuba, Iapi e Jandrangoeira. Pela lei municipal nº 326, de 04 de dezembro de 1992, é criado o distrito de Tranqueiras e anexado ao município de Independência.
Pela lei municipal nº 327, de 04 de dezembro de 1992, é criado o distrito de Monte Sinai com terras desmembradas do distrito de Iapi e anexado ao município de Independência. Em divisão territorial datada de 1 de junho de 1995, o município é constituído de 6 distritos: Independência, Ematuba, Iapi, Jandrangoeira, Monte Sinai e Tranqueiras. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

 Estação ferroviária de Independência -A implantação e construção do trecho ferroviário Crateús a Piquet Carneiro remonta aos anos de 1951/1952. O trecho total teria 181 km e o trecho até Independência foi concluído em 1961

Localização – totalmente incluído no Polígono das Secas, o município de Independência situa-se na zona do sertão do Sudoeste. O território se estende pelos afamados sertões de Crateús, propício à criação de gado, no vale do Rio Poti, abrangendo parte da Serra Grande, nos limites com o estado do Piauí.

 rua de Independência (foto do site www.tripmondo.com)

Limites:  Norte: Tamboril e Monsenhor Tabosa;  Leste: Boa Viagem, Pedra Branca e Tauá, Sul: Tauá; Oeste: Quiterianópolis, Novo Oriente e Crateús
Distância de Fortaleza: 310 km
Área do território: 3.218.678 km², sendo atualmente o 4° maior município do Estado do Ceará em área territorial. 
População estimada (IBGE 2012): 25.620 habitantes  


fontes:
Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - 1959
wikipédia
IBGE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário