sábado, 15 de outubro de 2011

Rio Jaguaribe



O Rio Jaguaribe nasce na serra da Joaninha, no município de Tauá e deságua no Atlântico no limite dos municípios de Aracati e Fortim. É o maior curso de água do território cearense com 610 km de extensão. Como todo curso de água cearense, o rio sofre influência das precipitações pluviométricas, sendo suas descargas máximas observadas na época das chuvas (janeiro a julho), bem como das marés as quais impedem que o mesmo sofra uma interrupção no seu curso inferior durante a época da seca (agosto a dezembro).



Sua bacia hidrográfica está situada em sua quase totalidade dentro dos limites do Ceará, com ínfima parcela estendendo-se ao sul para o estado de Pernambuco, ocupando parte dos municípios de Exu, Moreilândia e Serrita.

 Pedra do Chapéu, que guarda alguns objetos que teriam pertencido ao Fortim de São Lourenço, erguido às margens do Jaguaribe no ano de 1603, por Pero Coelho de Sousa. 

As margens do rio, foram construídas várias mansões, com piers, decks, piscinas e até elevadores de lancha

A bacia tem uma forma bastante irregular, apresentando nos alto e médio cursos uma largura média de 220 km, enquanto que no baixo curso passa a ter uma largura de 80 km, diminuindo gradativamente até sua foz. Grosseiramente, poderia ser considerada como sendo triangular.

Ocupa cerca de 50% da área total do estado, o que equivale a, aproximadamente, 75.669 km². As cabeceiras de suas sub-bacias servem de limite entre o Ceará e os estados do Piauí, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

A região vive de duas atividades principais: a pesca e o turismo

mansões construídas na beira do rio


Como se encontra em uma região sujeita a estiagem,  os braços rio Jaguaribe chegavam a desaparecer em épocas de seca, o que lhe rendeu o título de maior rio seco do mundo. Na estação chuvosa, o leito do rio renascia e crescia muito rápido em volume e extensão,  causando inundações e destruindo plantações e residências.
E com a ajuda do açude Orós, deixou de ser o maior Rio Seco do Mundo e passou a ser um rio perenizado.

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Amparo, em Fortim, construída em 1912, tombada pela Prefeitura de Aracati . A igreja foi construída com a frente voltada para o rio, pois na época da construção a vila se estendia na beira do rio. A cidade cresceu e o povo começou a erguer suas casas atrás da igreja.

alguns pontos das margens apresentam forte processo de rosão


Área de Manguezal
Canal do Amor
Ponte sobre o Rio Jaguaribe

Principais Afluentes
Rio Banabuiú e Rio salgado
Outros:
Rio Cariús
Riacho do Sangue
Rio Palhano
Rio Jucá
Rio Conceição
Rio Figueiredo
Rio Quixeré

Fotos de Rodrigo Paiva e Fátima Garcia
Rio Jaguaribe no trecho entre Aracati e Fortim 

Fonte:
Wikipédia
Site Aracati Net 

Nenhum comentário:

Postar um comentário