quinta-feira, 19 de maio de 2011

Cococi – Uma Cidade Fantasma no Sertão dos Inhamuns



O Sertão dos Inhamuns fica  na fronteira Oeste do Estado, em pleno semi-árido, na faixa sub-equatorial que serve de intervalo entre a Floresta Amazônica e a Mata Atlântica;  é reduto da cobertura vegetal da caatinga, tanto arbórea quanto arbustiva.
A região é geologicamente denominada de Depressão Sertaneja.
 É  formado pelos municípios de Aiuaba, Tauá,  Arneiroz, Parambu, Catarina e Saboeiro. 

vídeo feito pela Tv Jangadeiro


Cococi  é um distrito de Parambu distante 63 km da sede  e a cerca de 450 km de Fortaleza.
No século XVIII  foi onde se estabeleceu o clã dos  Feitosa, uma rica família vinda da bacia do Rio São Francisco. A cidade nasceu dentro de uma enorme fazenda da família, que doava os terrenos aos moradores.  Ainda hoje para chegar à localidade, é preciso abrir meia dúzia de porteiras.

antiga casa do Major Feitosa  (imagem: blog de altaneira)

Nos anos 50, Cococi passou de distrito a município, mas a administração da cidade teria cometido irregularidades na aplicação de verbas destinadas ao município.
Conta-se que durante a gestão do Major Feitosa, (no seu segundo mandato e o terceiro do Município),  o prefeito  teria recebido verbas para realizar investimentos na cidade, mas  utilizou o dinheiro para compra de gado.

imagem: camocimonline


O fato chegou ao conhecimento do governo federal, à época ditadura militar, que, em 1968, optou pela extinção do município, voltando a ser distrito. Revoltada com a decisão do governo, a família Feitosa decidiu deixar a cidade que acabou se tornando economicamente inviável. 
Pouco a pouco os outros moradores também foram se mudando para outros municípios.
Hoje apenas três casas ainda tem moradores, com 9 pessoas que vivem sem água, sem energia elétrica, isolados e esquecidos.

foto:blog amorsemlimite

A casa mais imponente, hoje, abriga só os morcegos. Mas, uma construção resiste ao tempo: a igreja. Uma vez por ano a Matriz é ponto de encontro dos antigos moradores e descendentes que chegam para celebrar a padroeira e relembrar o passado. 



 igreja matriz (foto: blog de altaneira) 


A solidão é ainda maior á noite, onde a total escuridão esconde as marcas de um passado que foi povoado de esperanças e apagam as lembranças de uma cidade que perdeu tudo, até mesmo sua identidade. 

29 comentários:

  1. Minha bisavó paterna, quando emigrou para o Ceará, vindo do RN, ficou algum tempo no Cococi, na casa dos Feitosa, que seriam seus parentes.
    Estive aí, em 2007. Tenho fotos, da cidade fantasma. Todo ano há missa, no dia 8 de dezembro,N.S. da Conceição é a padreira da igreja. Quem mantém a igreja é Dona Dolores Feitosa, atual "matriarca" da Família Feitosa.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. minha mãe trabalhou na casa grande como arrumadaeira, ela tinha13 anos , conheceu o filho do vaqueiro e caso-se com ele com 14 anos.em 1952 foi mais o marido trabalhar na construção do açude cajazeira no municipio de pio ix.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ramiro,
      se sua mãe retornar ao Cococi nos dias atuais vai achar tudo muito estranho

      Excluir
  4. Olá, Fátima!
    Meu nome é Carolina Patricia Feitosa da Silva. Recentemente tenho buscado maiores informações a respeito da história dos "Feitosa" e fiquei encantada com a história de Cococi e curiosíssima em conhecer esse lugar.
    Obrigada por nos passar mais informações a respeito da nossa história.
    Bjão!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carolina, muito obrigada pela visita, bom que você gostou. Há um outro post sobre os Feitosas no link abaixo

      http://cearaemfotos.blogspot.com.br/2011/09/as-guerras-entre-familias-montes-x.html

      Excluir
    2. Acabei de ler, Fátima; muito bom! Parabéns pelo trabalho!

      Excluir
  5. Até o final desse ano de 2012 pretendo
    ir ao Ceará, precisamente em Parambu
    rever meu familiares que lá deixei, reviver
    um pouco da minha infância indo até Cococi
    matar a saudade de tudo: até das pedras rsrsr.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz bem em voltar jô Oliveira, acho que os lugares também ficam com saudades da gente.
      abs

      Excluir
    2. Fátima Garcia: mais uma vez me deparei nessa página de uma história que gosto de reviver. Lembranças remotas me veem a mente. Moravamos em Santa Rita municipio de Parambu, eu era muito pequena, mais lembro que minha vó ia sempre na casa do Barão Feitosa... lembro daquela gente bonita! E uma casa grande e muito visitada. São lembranças que ficaram na minha mente pra sempre.

      Excluir
    3. Jo, acho fascinante a história de Cococi, pretendo um dia, ir até lá só p/fazer umas fotos de todas aquelas casas que ninguém ocupa.

      Excluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Gostaria de saber se o Francisco Alves Feitosa mencionado por você teria fugido por ter matado o noivo de sua prima. Existe essa historia na Família Feitosa?

    Mande a resposta para este e-mail: aertonjo@hotmail.com
    Desde já agradeço!

    ResponderExcluir
  8. Parabenizo a TV JANGADEIRO pela niciativa de produzir uma reportagem sobre o Cococi. Mas e importante e ecessario ressaltar dois pontos que gostaria que hiuvesse
    Uma correcao, ate por respeito pelos nossos antepassados FEITOSA, presentes. No
    Ceara desde o ano de 1650, bem como as atuais e futuras geracoes da familia, cujos integrantes sao tradicionalistas e unidos entresi.
    PRIMEIRO PONTO Gostaria que quaisquer referencias ao COCOCI fosse enalteida
    Como a cidade berco de origem dos FEITOSAS. E uma cidade lembrada por toda a
    Familia e tanto que todo dia 08 de Dezmbro sao realizadas missas, reunioes e comemoracoes.La residem as nossas lembrancas, alegrias de um dia menino, poderia
    Sonhar com um futuro decesplendor. E tudo isto aconteceu posiivamente pois o COCOCI foi A grande celular mater, pois vemos a presenca da familia FEITOSA em todos os setores produtivos da nacao e ate em outros Paises ( Sao Juizes, advogados,
    Desembargadores, empresarios do setor de transportes de passageiros , medicos,professores, escritores, padres, cientistas, polliticos , construtores.Nao pode
    Ser denominada de fantasma uma cidade que produziu tao bons frutos. Ressaltando
    Inclusive os grandes feitos e servicos prestados por nossos herois JOVITA FEITOSA
    O CORONEL LOURENCO ALVES FEITOSA E CASTRO, que nos defenderam na Guerra do Paraguai. O COCOCI TEM DONO, tem historia de lutas, de coragem, de bravura de uma familia que deixou a sua marca na construcao de alguns Municipios do
    Ceara, Alagoas, Sergipe. Bahia.
    SEGUNDO PONTO Gostaria que fosse corrigida a afirmacao sobre o motivo da extincao do MUNICIPIO, pois a que consta nao saceia sua sede na fonte da verdade.
    Ressaltando inclusive que viviamos sob uma ditadura e o que ocorrera nao era motivo para extincao de um muinicipio tao prospero e acolhedor.
    Atenciosamente
    JOSE EVERARDO FEITOSA. E CASTRO
    Fortaleza, 10 de Marco de. 2013

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Everardo,
      O fato de Cococi ter sido fundada pela família Feitosa é notório, citado em todos os escritos sobre o município. Com relação ao fato de ser reconhecida como cidade-fantasma, não significa que não tenha uma origem conhecida, mas que o lugar não cumpre a rotina normal de uma cidade, inclusive com relação ao número de moradores fixos. É chamada de fantasma, porque os antigos moradores se foram para outros lugares, e não vieram novos ocupar-lhes o espaço; porque deixaram para trás uma estrutura de casas, fazendas, sítios, ruas e templos, que ninguém ocupa, nem frequenta, exceto uma vez por ano como voce citou. Finalmente, sobre o motivo de extinção do municpio de Cococi, esse que eu citei é o que encontrei nas literaturas que falam do assunto. Se existe um outro motivo, ou uma outra versão do fato, você poderia contar essa versão aqui no blog. Se você fundamentar essa versão, eu publico, se voce autorizar. Estou fazendo uma outra postagem sobre os Feitosas, cujo tema é as terras que a familia recebeu na forma de Sesmarias.
      obrigada por visitar o blog e registrar aqui suas impressões.
      abs

      Excluir
    2. Vamos chama-la desde ja de ex-municipio de Cococi.Sobre os motivos da extincao do municipio de Cococi, na epoca vivia-se sob uma ditadura, e preciso rever a historia.Veja o caso do jornalista Vladimir Herzog, recentemente foi expedida uma nova certidao de obito corrigindo a causa mortis. Mas tanto o Cococi, como comunidade quanto Vladimir Herzog
      Como profissional, pai de familia, foram punidos de forma indevidamente violenta.Fatima parabens pelo seu trabalho, continue a sua caminhada.
      Everardo Feitosa e Castro

      Excluir
  9. Cococi,tenho lembranças apesar de ser muito novo e não ter visto o que houve realmente,me emociono ao ver essa antiga cidade,como me chamam,sou paratauá,porque minha mãe é Tauaense,e meu Pai de Parambu,moro na cidade de Fortaleza,mais minhas ferias só passo no meu interior,porque é meu lugar minha vida está ai,em cococi,e sou muito grato a Deus,não sou Feitosa,mais respeito,pois conheço a familia,sou Torquato lô,familia muito conhecida tambem no sertão dos inhamuns,muito bom saber que existem pessoas como voc~es,que ainda dão valor a cultura,e a onde suas familias se abrigaram.
    abraço a tods!!!

    ResponderExcluir
  10. Manoel Cássio, parabéns pelo respeito e atenção para com a sua terra e de seus antepassados, tem gente que vai e não volta mais nunca. Um dia vou em Cococi, tenho curiosidade de ver como as coisas funcionam por lá, aí então, vou colocar todas as fotos aqui.
    Obrigada pela visita

    ResponderExcluir
  11. Fátima, SEJA BEM VINDA AO COCOCI. Quando você diz: VOU VER COMO
    AS COISAS FUNCIONAM POR LÁ. Digo-lhe que para VER COMO AS COISAS FUNCIONAM POR LÁ, é preciso muito conhecimento e haver uma imersão no seio da da familia FEITOSA, para que antes de VER, você SINTA
    a importância que teve os FEITOSAS na construção e desenvolvimento de
    municipios localizados nos Estados da Bahia, Ceará, Alagoas , Sergipe Pernambuco, Rio Grande do Norte.Tem visitantes que vão á Grécia VER COMO AS COISAS FUNCIONAM POR LÁ, quando vêem as ruinas històricas
    APENAS VÊEM AS RUINAS EM SI , não vivenciaram pela pesquisa, pelo estudo.FÁTIMA, SEJA BEM VINDA AO COCOCI. (EVERARDO FEITOSA)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tenho uma curiosidade enorme sobre Cococi, e pretendo mesmo visitá-lo, tem que ser uma viagem bem planejada por causa da ausência de meios de hospedagem no local. Tenho lido sobre Cococi, e quanto mais eu leio, mais aumenta a curiosidade. abraços, Everardo Feitosa

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  12. Sou editor do jornal Gazeta de Notícias > Região Metropolitana do Cariri = Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, há mais de 160 km de Cococi. Hoje 30.08.2015 estou concluindo uma reportagem sobre Cococi, bem diferenciada do que já foi divulgada até então por vários jornais e TVs, porque me aprofundei na história e fui rebuscar sua verdadeira origem com o major Francisco Fernandes Viera o "Barão do Icó," ainda no século XVIII. Fiquei fascinado pelo tema: “O Nobre da Vila,” uma espécie de romance do escritor/promotor público Enéas Braga, descendente da família Fernandes/Vieira. Nos próximos dias vou conhecer e fotografar, ao vivo e a cores, COCOCI. Tenho certeza que encontrarei ângulos diferenciados e inéditos. Cococi não devia ser chamada de "Cidade fantasma", mas ‘Cidade abandonada.’ Creio que lá não há fantasma, apenas e tão somente resquícios de uma belíssima e fascinante história do poderio nos sertões cearense.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. será interessante conhecer o resultado do seu trabalho, Luiz José
      abs

      Excluir
    2. Sr Luiz José quando o sr cita " pesquisa"
      já gera um bom nível de expectativa de
      narrativa histórica e isto é muito positivo.
      Mas peço-lhe o obséquio de não acrescentar
      nada que denigra o nome do COCOCI.
      Nada de CIDADE FANTASMA , NADA DE CIDADE
      ABANDONADA.
      COCOCI QUE SEJA SIMPLESMENTE COCOCI.
      Agradeço e parabenizo pela excelente ideia
      de realizar uma PESQUISA SOBRE A HISTÓRIA
      DO COCOCI.
      Atenciosamente
      JOSÉ EVERARDO FEITOSA E CASTRO

      Excluir
    3. Sr Luiz José quando o sr cita " pesquisa"
      já gera um bom nível de expectativa de
      narrativa histórica e isto é muito positivo.
      Mas peço-lhe o obséquio de não acrescentar
      nada que denigra o nome do COCOCI.
      Nada de CIDADE FANTASMA , NADA DE CIDADE
      ABANDONADA.
      COCOCI QUE SEJA SIMPLESMENTE COCOCI.
      Agradeço e parabenizo pela excelente ideia
      de realizar uma PESQUISA SOBRE A HISTÓRIA
      DO COCOCI.
      Atenciosamente
      JOSÉ EVERARDO FEITOSA E CASTRO

      Excluir
  13. Amoo o cococi pena que nn è como antes ...
    Amo ser dessa família abençoada e fértil a cada dia conheço mais pessoas que fazem parte dela (família)

    ResponderExcluir
  14. Amoo o cococi pena que nn è como antes ...
    Amo ser dessa família abençoada e fértil a cada dia conheço mais pessoas que fazem parte dela (família)

    ResponderExcluir